5 curiosidades sobre patas de cachorro

Curiosidades sobre patas de cachorros

Quem nunca olhou para patas de cachorro e achou a coisa mais fofa do mundo? Patas de filhote, cães que parecem vestir luvas pela cor da pelagem nas patas, patinhas gordinhas, o que não faltam são fofuras e curiosidades sobre patas de cachorro que podem nos ensinar muito a cuidar melhor deles a partir dessa observação!

E quando falamos nas patas nesse post, vamos focar nos coxins, que são as almofadinhas das patas, deixando a parte ortopédica para outro post, ok?

5 curiosidades sobre patas de cachorro

As patas de cachorro são mais do que patinhas fofas, são a base do animal e uma área muito sensível, sem a proteção dos pelos e em contato direto com solo, temperaturas e exposições diversas. Por isso, essa região precisa de uma atenção especial que nem sempre nos atentamos. Então, para te ajudar a cuidar melhor das patas de cachorro, listamos 5 curiosidades e cuidados ainda mais especiais no verão, veja só:

Elas podem sofrer com queimaduras

Você já viu na internet os cães andando na neve tranquilamente, né? Pois bem, isso tem um motivo: as patas de cachorro são ricas em queratina e gordura que deixam sua superfície mais resistentes às baixas temperaturas. Então há uma proteção natural do organismo para suportar baixas temperaturas.

Já para as temperaturas quentes do alto verão brasileiro, a patinha não tem tanta resistência assim. Embora essa camada de gordura e queratina também colabore para que a pata tenha estrutura para suportar maiores temperaturas, ela não aguenta o sol do meio dia de dezembro e a permanência do animal num solo em alta temperatura pode gerar sérias queimaduras.

Os coxins de cachorro até tem uma pele aparentemente mais grossa, mas o contato extenso com altas temperaturas do solo pode queimar, gerando feridas e bolhas muito dolorosas para o seu animal. Por isso:

  • Evite sair com ele entre 10h00 e 16h00
  • Sempre coloque a mão no chão e verifique a temperatura do chão. Isso porque se for incômodo para a palma da sua mão, também será para os coxins de cachorro.

As patinhas precisam de hidratação

As patas de cachorro são ‘projetadas’ para andarem na natureza, no solo de terra e grama, que absorvem muito melhor a temperatura do que os pisos urbanos, além de mais macios. Pelo contato frequente das patas com pisos ásperos como asfalto e cimento, somadas as altas temperaturas, as patas sofrem um desgaste maior e natural da vida urbana.

Assim, é comum vermos patinhas com:

  • Escamações, devido ao ressecamento das patas
  • Partes esbranquiçadas, como consequência  do desgaste
  • Úmidas, porque o desgaste promove incômodo e o pet passa a lamber para aliviar, gerando a famosa lambedura, que falaremos em breve.

Por isso é muito importante ter um cuidado extra com as patas, hidratando todos os dias! Assim como nossas mãos ressecam e um creme para mãos ajuda muito a dar bem-estar e conforto, o mesmo acontece com os coxins de cachorro.

Para isso, a Loção de neem é um excelente produto para esse cuidado com seu pet, porque:

  • Hidrata profundamente a pele e os pelos em volta.
  • Não tem contra indicação e é hipoalergênica
  • Não tem problemas do pet lamber, por ser natural.
  • É antisséptica, então promove higienização das patas na volta do passeio
  • É cicatrizante colaborando para tratar qualquer micro ferimento que o solo áspero proporcione nas patinhas
  • É fungicida e bactericida, matando qualquer microorganismo presente na região e evitando dermatites.

Os cachorros suam pelas patas

Ao contrário dos humanos, os cães não possuem glândulas sudoríparas por todo o corpo, fazendo a troca de calor com o ambiente apenas pelo focinho (língua e boca) e pelas patas. Por isso a regulação de temperatura (frio ou quente) para eles é mais difícil e complica mais em cães de focinho mais curto, como os braquicefálicos (saiba mais sobre esses cães braquicefálicos aqui).

As patas dos cães têm glândulas que permitem a transpiração. Então eles conseguem equilibrar a temperatura do corpo com essa troca de calor. Por isso também, em dias mais quentes é importante proporcionar um chão geladinho para eles, pois esse contato das patinhas com o ambiente fresco ajuda nessa regulagem corporal.

Os pets andam na ponta dos dedos

Repare no seu cachorro andando por aí: ele anda na ponta dos dedos, já notou?

Não é à toa que quando correm e as unhas estão mais longas a gente ouve aquele toc-toc-toc no chão. Isso acontece porque eles andam nas pontas dos dedos o que projeta mais as unhas para tocar o chão e fazer o barulhinho característico. Inclusive, esse barulhinho nos indica que é hora de cortar as unhas para evitar problemas ortopédicos causados por unhas compridas, mas para saber mais sobre unhas de cachorro tem outro post aqui.

Os cães  e boa parte dos mamíferos andam na ponta dos dedos por serem digitígrados. enquanto nós humanos, por sermos bípedes, somos considerados plantígrados, ou seja, andamos na planta dos calcanhares, assim como os coelhos e cangurus!

Lambedura das patas

Por fim, a pata é o alvo preferido dos cães para o desenvolvimento de lambedura! Ou seja, quando o animal passa a lamber compulsivamente as patas e as vezes até a morder, gerando uma série de problemas.

A lambedura das patas pode acontecer por diversos motivos, entre os principais temos:

  • Stress crônico
  • Tédio
  • Ansiedade comum ou ansiedade por separação
  • Dor nas patas
  • Dermatites que coçam e incomodam e eles lambem na tentativa de aliviar.
  • Incômodo por objeto ou parasita nas patas e entre os dedos, desde uma pedrinha que entrou no passeio até um carrapato mordendo a pata.

Por isso, se observar seu cachorro lambendo muito as patinhas ou se ver o ato da lambedura, mas observar as patas sempre úmidas (caso ele só lamba quando sozinho por ansiedade por separação), é importante investigar as causas da lambedura com seu médico veterinário de confiança.

E então, qual dessas 5 curiosidades sobre patas de cachorro mais te chamou a atenção? Comente aqui embaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.