Diferença das vacinas V8 e V10

vacinas V8 e V10

Olá, pessoal! Começo do ano é época de pensar na saúde, bem-estar e prevenção dos nossos peludos, certo? O calendário de vacinação deles, bem como um check up preventivo estão nesse checklist de preocupações, mas nem todo mundo entende o motivo de aplicar uma das principais vacinas e nem a diferença das vacinas V8 e V10. Por isso, nesse post vamos te explicar sobre as vacinas polivalentes. Vamos lá?

Vacinas para cachorro

A adoção ou posse responsável de cães incide proporcionar a eles as 5 liberdades do bem-estar animal, que inclui estar livre de dores e doenças. Para isso, as vacinas para cachorro são fundamentais não só pela saúde animal, mas humana também, visto imunizar o pet doenças que são zoonoses, como leptospirose.

Ainda filhote, levar o cão para sua primeira consulta e estabelecer um calendário de vacinas é primordial para que ele cresça saudável e tenha longevidade. Este calendário contam as primeiras doses das principais vacinas indicadas para cada região do país, incluindo vacinas básicas como a polivalente e anti rábica, além de vacinas extras indicadas em regiões endêmicas.

A vacina antirrábica imuniza o pet para raiva, uma doença perigosa contagiosa para os humanos (por meio de mordida canina) e que mata o animal em poucos dias. Mas e a polivalente, você sabe seus diferenciais de quais doenças ela protege?

Vacinas polivalentes: o que é?

A vacina polivalente é uma das principais proteções que se pode oferecer aos cães desde filhotes, mas sendo válida também quando adotamos um cão adulto e não sabemos seu histórico de vacina.

Sua administração em filhotes indica 3 doses, sendo:

  • A primeira com cerca de 2 meses
  • A segunda dose após cerca de 3 semanas
  • E a última ao completar 16 semanas de vida.

Esta vacina previne contra 7 doenças graves, são elas:

  • Cinomose
  • Parvovirose
  • Coronavirose
  • Adenovirose
  • Parainfluenza
  • Hepatite infecciosa e
  • Leptospirose.

Até que todo o protocolo de vacinas iniciais seja cumprido não é recomendado que o cão faça passeios ou vá ao pet shop. Isso porque ele ainda não tem o corpo imunizado e o contato com o chão e ambiente onde outros pets passem pode ser um risco à vida do seu animal. Então, a indicação é que o pet só comece a passear, socializar e explorar o mundo 15 dias após a última vacina ser ministrada.

Lembrando ainda que, após os reforços das vacinas de filhote, ainda é importante vacinar o cão anualmente, para garantir a proteção e saúde animal. E em caso de vacinas com menor durabilidade, como leishmaniose, é importante aplicar o reforço semestralmente.

Mas ainda dentro das polivalentes, há 2 tipos de vacinas mais conhecidas e com proteção diferentes. Então entenda a diferença das vacinas V8 e V10:

Vacina V8

A V8 é uma vacina polivalente que protege seu cão contra 7 doenças infecciosas e tem um preço mais acessível para a vacinação. Isso não há faz inferior à V10, tendo fabricação nacional e importada e, normalmente, sendo a importada de maior qualidade.

Seu diferencial está na qualidade de antígenos no combate à leptospirose. A V8 previne o pet com 2 antígenos mais comuns no Brasil, sendo já bem eficiente.

Vacina V10

A V10 também é uma vacina polivalente importante e protege contra as 7 doenças mencionadas e possui versões nacionais e importadas, sendo as importadas mais recomendadas pelos veterinários. E sim, a V10 tem um investimento um pouco maior do que a V8, pois protege com 4 antígenos contra a bactéria Leptospira spp (que causa a leptospirose).

Além delas, ainda existe a V12 e a V14:

  • A v12 só possui versão nacional e protege o animal com 7 sorovares (com 7 antígenos contra a leptospirose).
  • Já a V14 não está disponível no Brasil, mas oferece ainda mais proteção. Contudo, não são casos aplicados no Brasil.

É importante dizer que existem mais de 250 tipos de antígenos no mundo contra a bactéria Leptospira spp. E isso acontece porque em cada região um grupo desses sorovares são mais prevalecentes e, por isso, as vacinas devem atacar o cenário de perigo daquela região do mundo. No Brasil, os mais comuns são os Leptospira canicola e Leptospira icterohaemorrhagiae, que já são cobertos a partir da V8, protegendo nossos filhos de 4 patas.

E então, seus cães estão com o calendário de vacinas em dia? Qual polivalente você costuma oferecer a ele? Comente aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *