Problema de coração em cachorro – Sintomas

Problemas de coração de cachorro: Sintomas

Assim como acontece conosco, existe problema de coração em cachorro, sintomas que podem ser observados e tratamentos para preservar a qualidade de vida dos nossos peludos. 

Estamos no Setembro Vermelho Pet, o mês de conscientização sobre saúde cardíaca nos animais. Por isso, nesse post vamos te contar sobre os principais sintomas que nos fazem ligar o alerta e marcar consulta com um médico veterinário cardiologista. Vamos lá?

Setembro Vermelho Pet

Cada mês do ano se colore de uma cor para nos alertar, conscientizar e incentivar aos cuidados da saúde humana e animal. Setembro Vermelho Pet nos pede para conhecer mais sobre a saúde cardíaca dos nossos animais, estarmos atentos a mudança de comportamento, sinais clínicos que colocam aquela pulguinha do bem atrás da orelha para investigarmos a saúde do coraçãozinho pet.

Embora seja recomendado que se faça o check up com exames cardiológicos a cada 6 ou 12 meses, de acordo com a saúde e idade animal, para garantir que não há problema de coração em cachorro, esse mês lembra da necessidade e nos ajuda a conscientizar novos tutores.

Problema de coração em cachorro: Sintomas

Conhecer os sintomas que podem ser uma desconfiança para um problema de coração em cachorro é essencial para diagnosticar rápido e tratar seu peludo. Alguns deles podem ser uma bela pegadinha, por se confundir com a anatomia do animal ou com o comportamento dele. Por isso, fique alerta para:

Cachorro ofegante

Alguns cães já se cansam mais facilmente devido a condição braquicefálica, como pugs e bulldogs. Outros devido ao sobrepeso que gera um cansaço excessivo. No entanto, cachorro ofegante de forma mais intensa do que o normal, independente da condição física dele, é um sinal de problema de coração em cachorro sim!

Isso acontece porque o coração é uma máquina de bombear sangue. Então, se esse fluxo sanguíneo não está na velocidade e qualidade necessária, o cão pode começar a se sentir cansado em qualquer atividade física, tendo dificuldade inclusive respiratória, sobretudo em temperaturas mais acentuadas.

Por isso, ao notar seu cão se cansando fácil num passeio, com respiração ofegante, relutando para continuar a brincar ou outra situação de gasto de energia, marque um cardiologista, para checar o coraçãozinho dele.

Cachorro tossindo

De repente, seu cão começa a tossir, se engasgar e isso vai se tornando cada vez mais frequente… OPS! Aqui temos um sinal clássico de problema de coração em cachorro que merece toda a sua atenção e consulta o mais breve possível!

Esse é um sintoma clássico de doenças como dirofilariose canina, a famosa doença do verme do coração, que já contamos detalhadamente sobre ela nesse post. Essa é uma doença que pode levar mais de 6 meses para apresentar sintomas de problema de coração em cachorro. Por isso, é super importante que, ao menor sinal, já se leve o cãozinho ao veterinário, para tratar o quanto antes, pois há risco de morte, se os sinais forem negligenciados.

Além disso, é possível prevenir o verme do coração, usando repelente para evitar a picada de mosquito, que transmite as larvas do verme para a corrente sanguínea do pet. Conheça mais do nosso repelente de neem aqui.

Cachorro com língua roxa

Outro sinal de problema de coração em cachorro grave e que exige socorro imediato é o cachorro com língua roxa. Salvo raças que anatomicamente já tem essa coloração bucal, como chow chow e sharpei, quando o cão apresenta tons azulados e arroxeados na língua e mucosa, é um sintoma clássico de problemas sérios no coração que precisamos ligar o alerta e socorrer o nosso peludo!

Cachorro quieto demais

Por fim, talvez o sinal que menos desperta atenção é quando vemos o cachorro quieto demais no cantinho dele, dormindo bastante. Muitas vezes, esse sintoma é confundido com cansaço e até sinais da idade para cães mais idosos, a partir de 7 ou 8 anos. Contudo, é exatamente nessa idade em que problema de coração em cachorro se torna mais comum e quando mais devemos estar sensíveis a qualquer mudança de comportamento relacionada a saúde cardíaca dos nossos peludos.

Um cão cansado, desanimado, apático, que não quer brincar, não se anima em passear, dorme demais e está quieto demais, não é um cão comportado e nem um cão “apenas velhinho”. Isso porque não importa a idade, um cão saudável está sempre disposto a passear e brincar. Ele até pode apresentar um cansaço maior em um dia, após atividades mais exaustivas e diferentes, mas logo se recupera e volta a energia normal.

Então, sempre que observar seu cão muito quieto por dias seguidos, desanimado, marque uma consulta com o veterinário cardiologista e faça um check up de coração. Quanto antes diagnosticado, mais fácil costuma ser de tratar, certo?

Comenta aqui: seu pet já fez exames cardiológicos? Você acompanha a saúde cardíaca dele? E compartilhe esse post com quem tem pet, nos ajude a alertar e conscientizar as pessoas sobre Setembro Vermelho Pet!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *