Comportamento do gato

Comportamento do gato

A gente sabe que, como todo animal, cada gatinho tem sua personalidade que o fazem único. Mas existem algumas características gerais da espécie que englobam todos os gatos. Por isso, vamos te mostrar algumas delas e te explicar um pouquinho mais sobre o comportamento do gato. 

Comportamento do gato de forma geral

Muitos acreditam que os gatos não ligam para seus tutores, que são totalmente independentes e têm uma vida separada do restante da casa e de seus “familiares”. Mas na verdade, muitos gatos se tornaram muito mais carinhosos, carentes e até mesmo dependentes dos humanos. Claro que varia de gato para gato, e cada um agirá de maneira diferente em diversas ocasiões, mas em geral os gatos gostam de ficar perto, ter companhia e de carinho também.

Quando falamos de comportamento do gato, tudo tem um motivo! Por exemplo, os gatos que são criados com colo, carinho, presença e amor desde sempre vão procurar por isso e se tornarão mais carinhosos. Os gatinhos tem seu período de socialização que inicia na segunda semana e termina na sétima semana de vida. Ou seja, é importante que desde bem novinho ele seja criado com amor, atenção e carinhos, para que não se torne um gato reativo, que não goste de pessoas desconhecidas e nem de cafunés ocasionais. 

Comportamento na comunicação

Os gatos se comunicam por meio da postura, do balançar do rabo, pelo movimento das orelhas e dos bigodes, pela locomoção e pela vocalização, que pode apresentar variações no tom de seus meados, em diversos sons e no ronronar. Por isso, vale observar tudo para entender o que está acontecendo. Os pets em geral dão todos os sinais antes de tomar uma atitude, cabe a nós entendê-los. Portanto, nem uma reação (seja ela afável ou agressiva) é do nada em animal nenhum, ok?

Comportamento social 

Os felinos nos consideram como seus iguais, seus parceiros de vida. Diferente dos cachorros que nos consideram membros de sua matilha, fazem parte da família. Os humanos precisam conquistar a confiança do gato, ela não é dada de forma gratuita. Isso porque os gatos são mais ariscos e selvagens do que os cães, o que é fácil de notar em seus instintos de fuga, caça e necessidade de observação. Sendo assim, é um processo. 

Ao adotar um gato vale a pena ressaltar que você deve deixá-lo livre para explorar e conhecer o ambiente, sempre colocando regras de lugares proibidos, como por exemplo, em cima da mesa.

Se não ensiná-lo desde os primeiros dias ele vai se sentir o dono do lugar, fazer o que quiser com você e com a casa. Por isso, como em toda educação animal e humana, é importante impor limites. 

Hoje em dia, os gatos são domesticados e dependentes. Mas ainda se comportam como verdadeiros felinos, dominando a casa e mostrando seus aspectos naturais, que podem não ser bem o que você espera. Por isso vale a pena pesquisar antes de adotar ou comprar um e até contratar um adestrador positivo especializado em felinos.

Higiene felina

Os gatos são animais extremamente higiênicos, gostam de lugares limpos e gostam de se limpar o tempo todo. Sendo assim costumam fazer as necessidades no lugar adequado. Eles já nascem com o instinto de fazer as necessidades na areia e enterrá-las. Por isso é importante manter a caixa de areia para gatos sempre limpa e disponível.

Se isso não acontecer, não é necessário uma grande preocupação, mas se seu gato não se adaptar com a caixa de areia, você deve ir ao veterinário para entender as possíveis causas.

Características dos gatos 

O gato possui características de escalador e de caçador. Gosta de estar no alto para ter controle de todos os lugares e gosta de caçar animais menores, como os insetos. Quem não se deparou com seu gato atrás de uma lagartixa ou mesmo um passarinho? 

Esse instinto não pode ser podado, pois satisfazer essas necessidades da espécie colabora para o bem-estar animal. A falta causa stress, ansiedade e até depressão. Por isso cuide do bem-estar do seu gatinho. Uma sugestão é a gatificação do ambiente e enriquecimento ambiental felino.

A Castração de gatos muda suas características?

Para as fêmeas, as vantagens da castração estão ligadas a diminuição do número de gravidez psicológicas e o câncer de mama. Algumas infecções comuns também são prevenidas. Além do que a castração normalmente ajuda a diminuir as saídas das gatas, deixando elas mais caseiras. Muito embora, o ideal é que sua casa seja telada para impedir fugas dos gatinhos.

Já com os machos, há um menor índice de câncer de próstata. Uma das maiores diferenças é a diminuição do instinto territorialista do gato, podendo até mesmo amenizar comportamento agressivo. Também pode diminuir a vontade do gato de ficar saindo tantas vezes de casa. Pois a alteração hormonal provocada pela castração, costuma fazer do gato macho um pet mais caseiro. 

Outro benefício é o controle de natalidade. A castração impede procriação indesejada e não planejada, diminuindo a possibilidade de animais de rua gerarem mais animais.

A importância do adestramento para os gatos

O adestramento ajuda ou mesmo acaba com comportamentos inadequados, e melhora a convivência entre pets e humanos.

Muita gente tem medo de ensinar os gatos, pois acham que vão mudar a personalidade deles, ou vão virar animais de circo. Mas na verdade, estar adestrado ajuda nas situações do dia-dia como levar no veterinário.

Então o adestramento felino se torna de extrema importância para que os tutores possam ficar mais tranquilos em relação a seus pets. Afinal, com técnicas corretas, seu gato vai ficar mais próximo da família e você menos preocupado com a obediência dele.

É  bastante comum o uso de petiscos para gatos como reforço positivo. Recompensar seu bichano com brinquedos (como os brinquedos interativos com cat nip) também pode ser uma opção, pois os gatos são mais seletivos e nem sempre preferem comida como forma de agrado. Mas em geral eles aprendem rápido e dificilmente se esquecem do que aprenderam.

Como é o comportamento do gato aí na sua casa? Comente abaixo!

2 thoughts on “Comportamento do gato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *