Como prevenir pulgas em cachorros?

Em algum momento provavelmente você já teve que lidar com as pulgas em cachorros. Ainda que consideradas comuns e normais na vida deles, elas devem ser evitadas para garantir uma vida saudável e tranquila. Então como prevenir as pulgas em cachorros e acabar de vez com esse incômodo? Vem com a gente, pois vamos te contar nesse post!

Sobre as pulgas

Os cães podem se coçar de vez em quando, porém, não o tempo todo. Caso a coceira ocorra com frequência, pode ser sinal de infestação de pulgas. Mesmo que o seu cachorro passe a maior parte do tempo em um ambiente fechado, os ovos e larvas desse parasita estão por todos os lugares e podem ser trazidos para a nossa casa, seja em objetos ou sapatos. 

Quando levamos o nosso cão para passear, mesmo que seja um passeio rápido, as pulgas que acabaram de sair de seus casulos, podem pular no seu pet e começar uma infestação rapidamente. Isso porque, após a alimentação e acasalamento, as fêmeas das pulgas podem depositar até 50 ovos por dia no hospedeiro. E é onde seu cão passa a maior parte do tempo que esses ovos caem, como em caminhas e casinhas. E após a maturação, liberam as larvas que se adaptam em locais como sofás, tapetes e caminhas, por serem ambientes quentes.

Após um certo período de alimentação, as larvas se protegem em um casulo que chamamos de pupa até que amadureça numa pulga jovem. Então, quando ela sai do casulo procura rapidamente os pets para poderem se alimentar e se reproduzir, assim, dando continuidade ao seu ciclo.

Por isso, quando estudamos as fases do ciclo da pulga, é observado que apenas 5% do problema está no animal e essa porcentagem corresponde as pulgas adultas. Enquanto os outros 95%, que são os ovos, larvas e casulos, estão espalhados pelo ambiente, o que reforça ainda mais a importância de cuidar dos locais onde os pets ficam, (inclusive temos um post sobre como limpar a casa e tirar o cheiro de cachorro, já passou por lá?).

Como prevenir pulgas em cachorros

Por conta das picadas, as pulgas causam coceira, incômodo e podem levar o seu cão a sofrer com doenças que colocam sua saúde em risco. A Dermatite Alérgica à Picada de Ectoparasitas (DAPE) é uma doença dermatológica muito comum e deve ser considerada como um agravante nos casos de infestações por estes parasitas. Além do mais, as pulgas podem transmitir bactérias e verminoses, e ainda provocar anemia em filhotes que estão com o parasita. Então, é extremamente importante se prevenir para evitar futuros problemas com pulgas.

Esse tratamento deve ser feito antes mesmo das pulgas aparecerem. Por isso, selecione o planejamento antipulgas que você considerar mais adequado para o seu pet. São várias opções de tratamento, desde remédios via oral, aplicação na pele, até coleira antipulgas, shampoos e, claro, o uso diário do pó de neem que repele pulgas, carrapatos e insetos para bem longe do seu pet e da sua casa.

Fique atento ao seu cachorro

Sempre verifique a eficiência do tratamento que você escolheu para prevenir as pulgas. Quando alisar o seu cachorro, pode buscar por sinais de pulgas em sua pelagem e feridas na pele. Também fique atento caso ele comece a se coçar com frequência ou parte do corpo dele apresentar falhas de pelos.

Caso mesmo com o tratamento, o seu cachorro ainda esteja com a infestação, converse com o médico veterinário sobre as medidas e tratamentos alternativos que você possa tomar.

Como evitar uma nova infestação de pulgas

O que nós recomendamos é o uso do Pó de Neem, por ser 100% natural e possuir ativos repelentes contra parasitas como as pulgas, afastando-as de forma natural. Além disso, o suplemento ainda oferece, proteínas, vitaminas e antioxidantes que protegem e cuidam do seu pet e de seu organismo.

Cuide sempre do ambiente

A eliminação deve começar pelos ovos dos parasitas que ficam pelo ambiente que seu cão frequenta. Os locais preferidos para as pulgas são carpetes, tapetes, sofás e até mesmo frestas nos tacos de madeira. Então, não adianta só cuidar do seu pet, tem que cuidar do ambiente por onde ele passa.

Você pode e deve conversar com um profissional de sua confiança sobre quais medidas e produtos pode utilizar no seu ambiente. Existem vários no mercado e poderá escolher de acordo com sua preferência.

Além do mais, sempre se certifique de lavar a caminha, o cobertor, a casinha e os brinquedos que seu cão utiliza, assim, você evita que os parasitas se alojem nesses espaços e continuem a incomodar o pet.

E então, gostou do post? Você sabia como prevenir pulgas em cachorros? Conta pra gente qual método você usa em casa!Você também pode ler como prevenir pulgas em gatos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.