Gastrite em cachorro

Gastrite em cachorro

A gastrite em cachorro é algo extremamente comum na rotina veterinária. Esta doença gera perda de apetite no pet, vômitos, desconfortos gastrointestinais e muitos outros problemas. Por isso, o ideal é prevenir para que a gastrite não ataque seu amigo. Vamos conhecer um pouco mais sobre a gastrite em cachorro?

O que é a gastrite em cachorro?

Gastrite é uma inflamação que ocorre na mucosa gástrica (estômago), que pode ser crônica ou aguda causando grande desconforto nos pets. Existem inúmeros motivos para o cachorro ter gastrite, desde alimentação inadequada, verminoses até problemas no metabolismo ou substâncias tóxicas. Portanto, é de extrema importância que ao notar qualquer sinal de gastrite em cachorro, leve-o imediatamente ao veterinário, para que possa ser realizado o diagnóstico.

Para saber a causa da gastrite, é importante informar todo o histórico do seu pet. Assim o veterinário terá recursos para descobrir de forma mais fácil se o pet está com gastrite ou qualquer outro problema. Existem muitos casos de cães muito estressados que também acabam tendo gastrite aguda. Isto ocorre, pois com o aumento do cortisol, que é o hormônio de estresse, acaba gerando uma maior produção de suco gástrico no estômago do animal. Por isso fique atento aos sintomas da gastrite em cachorro, para ajudar seu pet da melhor forma.

Gastrite crônica ou aguda?

Existem dois tipos de gastrite, a crônica e a aguda, e cada uma ocorre por um determinado motivo, vamos conhecer melhor sobre cada uma:

  • Gastrite aguda: Pode ocorrer por conta do uso de medicamentos inadequados, objetos estranhos, ingestão de plantas ou substâncias químicas. Pode ocorrer também em caso de infecções causadas por vírus ou bactérias, porém é menos comum.
  • Gastrite crônica: é uma inflamação recorrente no estômago, geralmente provocada por bactérias, como o Helicobacter pylori. Porém doenças autoimunes, reações alérgicas e inflamação também podem acabar gerando este tipo de gastrite. Se seu pet for muito ansioso, estressado ou tiver algum problema de comportamento, ele tem uma tendência maior a desenvolver gastrite crônica também.

Sintomas de gastrite em cães

Existem inúmeros sintomas que a gastrite apresenta, porém, os mais comuns são:

  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Perda de apetite;
  • Sangue no vômito;
  • Dor abdominal;
  • Fezes com sangue;
  • Náuseas;
  • Prostração;
  • Aumento da ingestão de água;
  • Salivação excessiva;

Caso seu cachorro apresente algum desses sintomas, o ideal é levar ao veterinário e começar rapidamente o tratamento. Isso porque a longo prazo, a gastrite pode evoluir para uma úlcera no estômago, ou levar seu amigo a anemia e desidratação.

Cães de pequeno porte são mais predispostos a gastrite como:

  • Maltês;
  • Shih Tzu;
  • Bulldog;
  • Lhasa Apso;

Outro sintoma que seu pet pode apresentar é comer grama caso sinta algum desconforto abdominal. Este ato geralmente leva o pet a vomitar ou ter diarreia, conseguindo assim limpar o trato gastrointestinal. Mas isso não significa que seu pet está curado e deve ser consultado por um veterinário do mesmo modo.

Gastrite em cachorro, como prevenir?

Existem algumas formas de prevenir a gastrite em cães. Por isso, é importante segui-las para que seu pet não sofra desta doença tão desagradavel. Algumas dessas formas são:

  • Alimentação adequada;
  • Não deixe lixo e restos de comida em locais de fácil acesso ao cão;
  • Visite seu veterinário periodicamente;
  • Pratique atividade física com seu amigo de quatro patas;
  • Opte por petiscos naturais e com menos gordura e sódio. Inclusive temos livros de receitas pet aqui no site. Clique aqui para o download gratuito.
  • Não deixe plantas tóxicas ao alcance do seu pet;
  • Guarde bem os produtos de limpeza;
  • Não ofereça medicação sem ordem do médico veterinário. Pois muitos medicamentos podem causar úlceras gástricas;

Além dessas formas de prevenção, o Neem também atua como um potente protetor estomacal, prevenindo que ocorra um grande estímulo da produção de suco gástrico. Ele também auxilia na produção do muco que faz a proteção do estômago.

Neem para gastrite em cachorro: relato de caso

Aka, chowchow, 9 meses, usa Neem desde os 2 meses. Foi resgatada de maus tratos e cheia de carrapatos, então, a tutora iniciou o tratamento com Neem.

Aos 8 meses, Aka levou uma mordida e passou por tratamento com antibióticos e antiinflamatórios. Assim que se recuperou, foram realizados exames pré-operatórios para a realização da cirurgia de castração. Porém, o hemograma acusou anemia e a Dra. Mariana Teixeira solicitou o exame de PCR para Ehrlichia, Babesia e Anaplasma. O teste deu positivo para Erliquiose, que não apresentava nenhum sintoma.

Então, o Dr. Pedro Freitas começou o tratamento de 30 dias de antibiótico e o animal não deixou de realizar o uso do Neem, na verdade houve a dobra da dose de 1 para 2 gramas de Suplemento Nutricional Pet. O tratamento foi seguido corretamente e sem uso de nenhum protetor gástrico a não ser o pó de neem da Total Neem. 

Após o tratamento, Aka foi submetida novamente a exames laboratoriais, para ver se a doença havia findado. Os resultados dos exames foram ótimos e ela estava pronta para castrar. Aka foi submetida a cirurgia de castração, onde no pós operatório, fez uso de medicamentos para dor, antiinflamatórios e antibióticos. Segundo a Dra. Mariana e a Dra.Bianca Vieira, o uso de antibióticos a longo prazo, pode causar gastrite aguda nos cães. Por isso geralmente é associado ao uso de algum protetor gástrico. Porém, como o animal já  usava o Neem, não foi feito uso de outro protetor, pois ele oferece o efeito de forma natural. 

O Neem possui um grande potencial na prevenção e tratamento da gastrite em cachorro. Além disso, ele também possui outros benefícios, clique aqui e conheça mais sobre o Neem.

Se você gostou deste post, compartilhe com seus amigos para que eles possam aprender mais sobre gastrite em cachorro e conhecer o benefício do Neem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.