Entrevista: fatores que geram a imunidade baixa nos pets

imunidade baixa nos pets

Hoje vamos falar de um assunto super importante, a imunidade baixa em cães e gatos. O inverno favorece muito a queda da imunidade dos nossos amigos. Por isso convidamos a Dra. Mariana Apolinário Teixeira, médica veterinária com 5 anos de experiência, atendendo a domicílio em Campinas, São Paulo e região para um papo com a vet cheio de informações e orientações especializada para tutores.

Nesta entrevista, a Dra Mariana gentilmente conversou conosco para nos explicar mais sobre  como funciona a imunidade pet, a queda dela, sintomas e tratamento. Vem conferir esse papo!?

O que é a imunidade baixa?

Dra Mariana: A imunidade é como se tivéssemos vários soldados que nos protegem e evitam ataques de vírus, bactérias, microorganismos, entre outros. Quando a imunidade baixa, nossos soldados ficam enfraquecidos e não conseguem combater as doenças e nos proteger tão bem. A mesma coisa acontece com os pets! Quando a imunidade baixa, eles ficam mais propensos a doenças e outros problemas de saúde.

Quais são os sintomas de imunidade baixa? 

Dra Mariana: Os pets quando estão com a imunidade baixa, normalmente ficam mais apáticos, podem perder o apetite, ter mudança de comportamento, sentir cansaço frequente, entre outros sintomas menos comuns.

Toda doença baixa a imunidade?

Dra Mariana:  Não necessariamente. Mas as doenças tendem a aparecer quando a imunidade está baixa. Isso porque o organismo do pet não tem soldados fortes para combater os invasores.

O estresse baixa a imunidade?

Dra Mariana:  Sem dúvidas, o estresse é um dos motivos para o pet ter imunidade baixa. Os animais possuem um sistema imune muito sensível a mudanças. Então, qualquer estresse pode levar o pet a ter uma queda de imunidade.

Qual a melhor vitamina para aumentar a imunidade?

Dra Mariana:  A vitamina C é um excelente aliado no aumento da imunidade do pet. Existem muitas formas de aumentar a imunidade do seu pet e uma delas é por uma alimentação equilibrada e rica em vitamina C. Além disso, suplementos alimentares ajudam muito neste fortalecimento, como o próprio Neem.

O que fazer se meu cão está com a imunidade baixa?

Dra Mariana:  Procure diminuir o estresse, ansiedade e depressão do pet, o enriquecimento ambiental pode ser um grande aliado nessas horas. Isso porque você pode usá-lo mesmo não estando em casa. Atualmente existem diversas formas e meios de realizar o enriquecimento ambiental e um deles será o ideal para o seu pet.

Além disso, é muito bom praticar atividades físicas com seu pet. Isso ajuda não só na parte imunológica, mas também na sua ligação com seu pet. Os animais são muito ligados a rotinas, tente estabelecer uma rotina com seu pet, isso será muito bom para ele. Mantenha a carteirinha do pet atualizada, tanto as vacinas quanto o vermífugo. Por fim, realize check ups frequentes no seu pet, se notar alguma mudança no comportamento busque auxílio. 

Cães com dermatites têm a imunidade prejudicada facilitando a contaminação por outras doenças?

Dra Mariana: Sim, normalmente cães com dermatite estão um pouco mais debilitados do que os cães saudáveis. Por isso, tente tratar a dermatite e manter seu pet com a saúde estável para evitar outros problemas. 

A idade é um fator relevante para a imunidade?

Dra Mariana: Com certeza! Filhotes e idosos geralmente são os que possuem imunidade baixa. Os filhotes por não possuírem todas as vacinas e não estar com todo o sistema imune formado, possuem maior dificuldade na hora de combater algum agente externo. Enquanto os idosos têm uma queda do sistema imune naturalmente. Por isso, o ideal é procurar o veterinário para que ele possa prescrever algum medicamento ou suplementação alimentar para manter o pet saudável. 

A nutrição interfere na imunidade?

Dra Mariana: A nutrição interfere sim na imunidade do pet, por isso é ideal buscar fornecer uma alimentação de qualidade para o seu amigo. Procure oferecer uma ração Super Premium ou Premium, pois elas possuem melhores níveis de nutrientes. Caso seja adepto da alimentação natural, busque sempre um veterinário nutricionista para formulação correta da dieta e faça acompanhamento.

Além disso, tenha cuidado no armazenamento e acondicionamento da ração, pois mesmo sendo uma ração de alta qualidade se for armazenada da forma errada, pode afetar a fórmula nutricional, fazendo com que diminua a qualidade da ração.

Alguns tipos de comida ou petiscos podem comprometer a imunidade?

Dra Mariana: A alimentação normalmente não diminui a imunidade. O que causa a imunidade baixa é a má alimentação e a desnutrição. Estes normalmente são os principais fatores ligados à alimentação. Por conta disso é importante observar a alimentação do seu pet, para evitar que ele fique doente.

Vacina influencia na imunidade?

Dra Mariana: A vacina ajuda o organismo a produzir anticorpos. Então, nos primeiros dias após a vacina o organismo fica sensível, para produzir células de defesa. Por isso, os filhotes são tão sensíveis, pois ainda não possuem a imunidade 100% formada. Mantenha a vacina atualizada e siga o protocolo de vacinação, opte por vacinas importadas, pois possuem um controle rigoroso no armazenamento e fabricação.

Se quiser saber mais ou se tiver dúvidas relacionadas a imunidade baixa nos pets e queira marcar uma consulta com um veterinário, entre em contato com a Dra. Mariana:

  • Dra. Mariana Apolinário Teixeira – CRMV-SP 40.306
  • Contato: (19) 99898-5518
  • Instagram: @mv.marianateixeira 

Gostaram deste tipo de post? Comente aqui e compartilhe com seus amigos, para que mais pessoas possam saber sobre fatores que geram a imunidade baixa nos pets.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.