Cuidados com gato obeso

gato obeso

Como não amar os gatinhos? E eles são cheios de charme e independentes. Alguns são enérgicos, outros são calmos, cada um com sua personalidade diferente. O gato tem se tornado cada dia mais parte da vida do tutor e com isso cada vez se vê mais gato obeso nas clínicas.

A obesidade felina pode acarretar muitos problemas de saúde para nossos amigos gatinhos. Por isso, é importante tentar manter seu gato com o peso ideal. É estimado que 25% a 30% da população felina são obesos. Sem dúvidas uma das doenças mais frequentes em gatos é a obesidade.

Por mais que pareça fofo ver seu amigo todo gordinho e fofinho, o gato obeso pode ter vários problemas de saúde, incluindo problemas ortopédicos. Além disso, tanto cão quanto gato obeso tem sua estimativa de vida diminuida em 2 anos quando são obesos. Tudo isso por conta da série de riscos que a obesidade traz para a vida dos nossos amigos. 

Como identificar gato obeso?

Você já se perguntou se seu gato está obeso ou muito magro? O gato obeso é identificado quando ocorre um excesso de gordura corporal. Sendo assim, se passar 10% do peso ideal, o gato é considerado com sobrepeso. Já quando seu peso supera 20% do peso ideal é considerado um gato obeso.

Preparamos umas dicas para saber se seu gato está obeso ou muito magro. Para isso, o ideal é analisar o formato do corpo como um todo, se é possível ver as costelas, a cintura e o abdômen, e se tudo isso é palpável. 

  • Gato muito magro: as costelas são muito visíveis e o abdômen é retraído, por falta da camada de gordura e músculo.
  • Gato com peso ideal: não possui costelas visíveis, mas são facilmente palpáveis. Possuem cintura evidente e uma leve camada de gordura que modela bem seu corpo.
  • Gato um pouco acima do peso: as costelas são escondidas por uma camada de gordura. Porém, ainda é possível apalpá-las com menos facilidade. Contudo, a cintura não é bem modelada.
  • Gato com sobrepeso: as costelas são difíceis de serem apalpadas, quase não possuem cintura e o abdômen é mais arredondado por conta do depósito de gordura.
  • Gato obeso: não mostra as costelas e nem é possível apalpá-las, também não possuem cintura. Apresentam uma distensão abdominal leva a grande, isso varia de acordo com o quão obeso e quanta gordura já possuem. 

Rações para gato obeso

Um dos maiores influenciadores para o gato obeso é a alimentação. Pois ela é o principal fator no ganho e na perda de peso. O gato obeso precisa de uma alimentação especifica e controlada, com baixo teor de carboidratos e alto teor de proteínas para que lhe garantam saciedade.

O ideal é uma ração para gatos obesos, pois sua fórmula é mais leve e possui a função de suprir os nutrientes sem deixar os felinos com fome, mantendo sua saúde. Além do tipo de ração, também é necessário reduzir a quantidade oferecida, por isso sempre esteja atento à tabela nutricional da ração que fica atrás do pacote. 

Caso você goste de oferecer petiscos para o seu gatinho, este deve ser super premium, pois garantem um petisco mais rico em nutrientes com um nível calórico e de sódio controlado. Contribuindo para uma alimentação saudável. Você pode conferir o nosso Livro de Receitas Total Neem, com opções saudáveis e caseiras NESSE LINK.

Exercícios para gato obeso

Os gatinhos gostam muito de ficar mais acomodados, fazendo com que isso gere uma rotina sedentária, pois preferem ficar quietinhos a fazer alguma atividade física. Por isso é necessário estimular seu gato a fazer exercícios físicos. Por exemplo, os gatos gostam bastante de perseguir objetos, pois isso imita os hábitos instintivos do seu gato. Então esta é uma forma de brincar e fazê-lo se exercitar.

Você pode começar com ratinhos de brinquedo ou as luzes a laser, pois provavelmente seu gatinho vai querer ir atrás para brincar. Mas lembre-se de consultar um veterinário para saber o quanto de exercicio seu gato obeso pode fazer por dia, pois um exercicio mais intenso pode acabar lesionando o seu pet. 

Procure também realizar a gatificação de sua casa para que incentive seu gato a se mover mais e a brincar com os diversos tipos de brinquedos. Tente realizar também enriquecimento ambiental para gatos, pois favorece muito para que eles se tornem mais ativos.

Como evitar a obesidade felina

Ainda não foi descoberta uma determinada causa que leva um gato a ficar obeso. Mas existem fatores de risco que auxiliam o aumento do peso, como:

  • Raça: os gatos sem raça possuem duas vezes mais chance de se tornarem obesos do que os gatos de raça.
  • Idade: gatos entre 5 a 11 anos são mais propensos a ficarem gordinhos, sendo assim, é ideal procurar medidas preventivas para evitar que isto ocorra.
  • Alimentação: alimentos ricos em gorduras, engordam.
  • Exercício: gatos que não praticam atividades possuem maior propensão à obesidade.
  • Sexo: machos possuem maior chance de se tornarem obesos do que as fêmeas e a castração pode aumentar ainda mais esse risco.
  • Problemas endócrinos: hipotireoidismo e o uso de anticoncepcionais.

Sendo assim, para evitar ter um gato obeso, é necessário montar uma rotina de exercicios e alimentação para seu amigo, para que ele não engorde em excesso. Caso você tenha alguma dúvida consulte seu veterinário. O suplemento nutricional da Total Neem pode auxiliar seu gatinho na hora de manter o peso.

E então, será que tem um gato obeso na sua casa? Se você gostou deste post compartilhe com seus amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *